[Crónica] Menina dos seus olhos

Mal afagou ao de leve a primeira tecla, a agonia, que sempre a oprimia antes dos concertos, serenou. Celérrima, varou o teclado num furioso e retumbante trovão, que, súbita e inesperadamente, abonançou com maviosos silêncios e sussurrantes e delicadas sonâncias. Num absorto enlevo, as mãos voejavam-lhe soltas, delicadas e firmes, teclado fora, enquanto a música, […]

Continue Reading

[CRÓNICA] Bandidos e pessoas de bem

Por uma das inusitadas veredas da minha profissão, em que, com demasiada frequência, me deixo embrenhar, vi-me no estranho papel de mestre de cerimónias de uma festa de aniversário-surpresa. Com uma peta mal-amanhada, consegui arrastar o intrigado sr. Almério a um “stand” de automóveis. Percebi, divertido, que este, cada vez mais confuso com as minhas […]

Continue Reading