Joaquim Ferreira de Abreu

ATUALIDADE

1931-2023

Faleceu o Comendador Joaquim Ferreira de Abreu, empresário natural de Vila das Aves que na sua terra deixou as marcas dos seus méritos de empreendedor e de benemérito que lhe granjearam a estima e consideração dos avenses.

O reconhecimento da sua capacidade empreendedora foi-lhe prestado pelo pela Presidência da República, quando em 2010 foi distinguido o grau de Comendador da Ordem do Mérito Agrícola, Comercial e Industrial – Classe do Mérito Industrial. No discurso do Presidente da República, Cavaco Silva, na cerimónia oficial de entrega da referida condecoração, foi relevado o contributo de Joaquim Ferreira de Abreu para “a criação de emprego e a persistência em encontrar as oportunidades que existem sempre nos tempos difíceis, continuando a investir, a criar empregos e a dar o seu contributo para que o país ultrapasse as dificuldades”.
A Câmara Municipal de Santo Tirso já tinha atribuído a Joaquim Abreu, em 2007, a Medalha de Honra do município, sublinhando a “exemplaridade do desempenho que em muito tem contribuído para o desenvolvimento no setor industrial, quer no plano local, nacional e mesmo internacional”.

Joaquim Abreu cedo começou a trabalhar para ajudar o agregado familiar, tendo conhecido a dureza do trabalho ainda criança, como aprendiz de torneiro. Até 1961 exerceu algumas atividades por conta de outrem, chegando a responsável por vários serviços técnicos e manutenção na área da metalomecânica e equipamentos industriais. A partir de 1961 fundou duas empresas; primeiro a Abreus, Lda. (empresa de construções metálicas), depois a Abreus & Sousa, Lda. (empresa de construção civil). Em 1972, em consequência da necessidade de materiais para a sua atividade de então, fundou a Fibrolite – Empresa de Fibrocimentos, Lda . Em 1975, fundou a Termolan – Isolamentos Térmicos Acústicos, Lda, pioneira em Portugal em  isolamentos termo-acústicos e posteriormente a FTB, Fábrica de Tubos da Barca. A sua capacidade empreendedora fez alargar os investimentos, com sucesso, a outras áreas de atividade.

A sua profunda ligação à Vila das Aves é demonstrada pela participação que Joaquim Ferreira de Abreu teve nas instituições como interveniente direto e como benemérito. Participou no núcleo fundador da Associação Humanitária das Aves, que deu origem ao corpo de Bombeiros, tendo sido o sócio número um e primeiro benemérito. Foi presidente da direção do Clube Desportivo das Aves tendo sido num dos seus mandatos, em 1970, lançada a primeira pedra do estádio e pertenceu aos corpos gerentes do Lar Familiar da Tranquilidade.
O jornal Entre Margens apresenta à família enlutada sentidos pêsames.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

five × 5 =