Estreia europeia em noite de emoções fortes

Desportivo das Aves recebeu o RC Cannes e saiu derrotado pela margem máxima. Ambiente frenético no pavilhão e entrega das jogadoras avenses perante um adversário múltipla vezes campeão da europa tornaram a noite inesquecível. [Fotos de Vasco Oliveira]

Há noites que ficam marcadas indelevelmente na memória de quem as presenciou. Para o voleibol feminino do Desportivo das Aves, o encontro frente ao Racing Club Cannes, a contar para os 16 avos de final da CEV Challenge Cup, foi um desses momentos. A estreia da equipa avense nas competições europeias, a primeira vez que uma equipa do concelho o faz, coseu-se por emoções fortes do início ao fim, onde o resultado, até foi o menos importante.

O sorteio, que já se sabia seria complicado, trouxe até Vila das Aves um gigante europeu na modalidade. O RC Cannes tem um palmarés extenso e invejável, onde se contam duas dezenas de títulos nacionais de França e dois títulos de campeão da Europa. Talvez a presença destas ilustres atletas, num plantel composto por algumas das maiores jogadoras internacionais, tenha contribuído o clima de jogo grande. Um David contra Golias que incendiou a paixão dos adeptos avenses.

O pavilhão do Desportivo das Aves estava em modo caldeirão: repleto de adeptos e sócios que não quiseram perder esta estreia europeia do seu clube e a Força Avense também em formato ‘jogo grande’, não só em número de elementos, mas também de coreografia, onde se destacou o grande lençol que no início e final da partida cobriu toda a bancada com as cores e o símbolo do clube. Uma festa contínua e ininterrupta que não teve descanso. 

Já se sabia que dentro da quadra de jogo, o encontro entre CD Aves e RC Cannes teria um desfecho previsível. Desfecho esse que, se confirmou em termos globais, mas a história da partida tem muito mais para revelar do que o 0-3 final.

O início foi equilibrado, com ambas as equipas em processo de reconhecimento mútuo. Após algumas trocas de liderança, o Cannes disparou marcador com ataques precisos e uma linha defensiva praticamente à prova de bala. O Desportivo ainda reagiu na segunda metade do set, mas a vantagem das forasteiras já era demasiado larga, acabando por fechar o primeiro set por 16-25. 

Na segunda partida, a ansiedade conduziu as jogadoras avenses a cometerem vários erros infantis que permitiram ao Cannes dispor de uma vantagem confortável. Só que os descontos de tempo acertados de Manuel Barbosa, fizeram efeito, e o Desportivo saiu do poço mental onde parecia ter caído e rapidamente igualou o marcador a 9 pontos. Bola lá, bola cá, o marcador avançava sem clara vantagem para qualquer dos emblemas, até que aos 17-16, o Aves conquista a sua primeira liderança no set. 

Perante esta situação mais delicada, a formação francesa cerrou fileiras, ajustou o funcionamento da máquina ofensiva e conseguiu mesmo dar a volta ao marcador na ponta final, conquistando quatro dos últimos cinco pontos disputados, fechando com o parcial de 21-25. 

A entrega física e mental das jogadoras avenses no segundo set, fez com que entrassem na terceira partida desconcentradas, entregando a vantagem inicial às adversárias gaulesas. O clima incendiário das bancadas também arrefeceu e por momentos pareceu que já não havia mais nada para dar. 

Observação que saiu furada. Mais uma vez, Manuel Barbosa usou as pausas técnicas da melhor maneira e o CD Aves conseguiu arrastar o marcador para uma igualdade a 7. Um equilíbrio de forças que, infelizmente, foi momentâneo já que num abrir e fechar de olhos o encontro fugiu completamente do controlo das atletas da casa, fazendo dispara o marcador para 13-20 e concluindo o encontro pelo parcial de 16-25.

Um 0-3 que, afinal, esconde uma exibição onde o Aves deixou tudo o que tinha em campo, física, mental e emocionalmente. No final de contas, não há nada mais que se possa pedir. Honrar o símbolo ao peito. Honrar a comunidade de sócios e adeptos. Honrar o país numa competição europeia. 

A segunda mão joga-se a 24 de novembro, no Palais des Victoires, Cannes, França. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.