Casfil faz 40 anos e doa escultura para a entrada da zona industrial da Ermida

Ferreira Pinto convidou o escultor Paulo Neves a criar uma peça com uma roda dentada de uma antiga máquina desmantelada em 1995. O resultado final pode ser visto na rotunda que serve de porta de entrada da zona industrial da Ermida onde a Casfil tem a segunda unidade produtiva.

A arte como poder público. A Casfil, empresa produtora de polímeros fundada em Vila das Aves, celebra este mês 40 anos de atividade e assinalou a data marcante com um presente, não para si própria, mas para a comunidade, através da doação de uma escultura que ficará eternizada na rotunda da Ermida, local onde a empresa tem a sua segunda unidade produtiva.

Ferreira Pinto, empresário fundador da Casfil, é um conhecido amante de arte, sobretudo de pintura e escultura. Depois de já ter convidado um escultor para criar uma peça aquando dos 25 anos da empresa, fez o mesmo convite agora a Paulo Neves. A única directiva foi de que tinha de criar a partir de uma roda dentada que saíra de uma máquina de impressão desmantelada em 1995 e que Ferreira Pinto guardara até hoje.

Em dia de inauguração da peça, Alberto Costa, presidente da câmara municipal de Santo Tirso deixou rasgados elogios ao empresário, não só pelas proezas na vertente económica, mas sobretudo pela responsabilidade social e sensibilidade cultural que tem demonstrado ao longo das últimas quatro décadas de atividade.

A Casfil continua a investir na modernização e expansão da sua capacidade produtiva. Após maximizar a unidade sede, em Vila das Aves, e de construir de raiz a segunda unidade produtiva na Ermida, aposta agora na expansão da área coberta. Este novo investimento vai ter em conta as preocupações ambientais sempre ligadas aos polímeros, prometendo duplicar a capacidade produtiva da empresa que pretende atingir um volume de negócios entre os 175 e os 200 milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.