Câmara de Santo Tirso oferece 500 zaragatoas ao Centro Hospitalar do Médio Ave

Material é fundamental para a realização de testes à covid-19, tendo sido produzido e oferecido ao município de Santo Tirso pela empresa Hidrofer que, por sua vez, encaminhou para o CHMA.

Habitualmente dedicado à produção de cotonetes, entre outros produtos, o grupo Hidrofer, que tem uma unidade industrial a funcionar em Vila das Aves, aposta, agora, na produção de zaragatoas e ofereceu 500 ao município que decidiu entregar o material ao Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), considerando que a disponibilização de meios de rastreio “é fundamental” para controlar a proliferação do coronavírus. 

O presidente da câmara de Santo Tirso, Alberto Costa, está convicto de que “dotar o Hospital de Santo Tirso de material que permite a realização de mais 500 testes é zelar pela saúde de toda a população”. Além disso, “é importante fornecer aos profissionais de saúde as melhores condições para que possam dar resposta ao elevado número de pacientes durante a pandemia”, defende, recordando que há cerca de duas semanas foram também entregues a diversas instituições do Município, entre as quais o Centro Hospitalar do Médio Ave, 500 kits de material de proteção individual, nomeadamente 5000 luvas, 1500 máscaras, 600 fatos e 600 viseiras.

“Não queremos que a falta de material trave a realização de testes à Covid-19 e, por isso, entendemos que a melhor decisão seria entregar estas 500 zaragatoas ao Hospital de Santo Tirso”, acrescenta Alberto Costa.

O município tem, neste momento, a funcionar um centro de rastreio à covid-19, um hospital de campanha, ambos a funcionar na escola São Rosendo, e instalados pelo território cinco centros de acolhimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.