Beunardeau é o primeiro jogador a rescindir com o CD Aves

De acordo com o jornal Público, o guarda-redes avançou para a rescisão do contrato com efeitos imediatos devido ao incumprimento salarial dos meses de janeiro, fevereiro e março.

É o primeiro dominó a cair na situação crítica que vive o plantel profissional de futebol do Desportivo das Aves. Quentin Beunardeau apresentou hoje a “a resolução do contrato de trabalho” com a SAD avense “com efeitos imediatos”. É o primeiro jogador do plantel a fazê-lo.

De acordo com o jornal Público, o guarda-redes francês de 26 anos alega não ter recebido “as prestações remuneratórias respeitantes aos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2020”, e, para além dos vencimentos já vencidos, pede uma indemnização de 177 mil euros pelas “retribuições vincendas” e ainda a quantia de 15 mil euros correspondente ao prémio pelo número de jogos disputados no campeonato da presente época.

Recorde-se que, na semana passada, a Liga de Clubes concluiu que o Desportivo das Aves “não cumpriu a sua obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas a jogadores e treinadores referentes aos meses de Dezembro de 2019 e Janeiro e Fevereiro de 2020”. O processo foi enviado para o Conselho de Disciplina da FPF, incorrendo o clube numa perda entre dois a cinco pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.