Centro de rastreio para covid-19 em Santo Tirso já funciona e pode realizar até 200 testes diários

Testes serão realizados na escola de São Rosendo em Santo Tirso, de segunda a domingo entre as 9h e as 17h. Só serão realizados mediante prescrição médica e marcação através de telefone ou e-mail.

O Município de Santo Tirso tem em funcionamento, a partir de hoje, um Centro de Rastreio à Covid-19, na EB 2,3 de Santo Tirso (Escola S. Rosendo), para dar resposta à fase de mitigação da pandemia em Portugal e aliviar a pressão sobre os hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

O centro de despistagem da doença em Santo Tirso funcionará, todos os dias da semana, de segunda-feira a domingo, entre as 9h00 e as 17h00, e terá uma capacidade para a realização de 200 testes/dia.

À semelhança do que sucede noutros centros de rastreio de referência, o centro de colheita vai realizar testes dirigidos aos utentes sinalizados pelo SNS, mediante a apresentação de requisição médica, emitida pelo médico de família dos centros de saúde locais.

Nos casos em que os utentes sejam encaminhados para o Centro de Rastreio de Santo Tirso pelo SNS, o teste é gratuito.

Ao Centro de Rastreio de Santo Tirso, podem também aceder cidadãos que apresentem prescrição médica emitida por uma instituição de saúde privada, mas, neste caso, o teste tem custos para o utente.

Quer num caso (SNS), quer no outro (privado), é sempre obrigatória a apresentação da requisição médica.

O centro de despistagem da doença em Santo Tirso, que resulta de uma parceria entre o Município de Santo Tirso e o Laboratório Germano de Sousa, sob coordenação da Administração Regional de Saúde do Norte, permite a realização do teste em regime “drive thru”, ou seja, os utentes não necessitam de sair da viatura para fazer a colheita, e também está preparado para receber utentes a pé, por circuitos separados e recolha autónoma.

A marcação dos testes, obrigatória, pode ser feita através do número 936 559 964 ou do e-mail covid19.santotirso@germanodesousa.com.

“O Centro de Rastreio é mais uma medida dirigida à população em geral, porque se considerou ser neste momento necessária colocar em prática, e outras serão certamente lançadas no futuro, em função das reais necessidades verificadas no território municipal, a juntar a tantas outras que a câmara municipal já pôs em prática, de prevenção e de reforço dos apoios sociais e económicos”, frisou o presidente da câmara, Alberto Costa.

A abertura do centro de rastreio foi acompanhado pelo diretor-geral do norte do Laboratório Germano de Sousa, Manuel Magalhães, parceiro na sua implementação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.