Joaquim Couto renuncia à presidência da câmara municipal de Santo Tirso

Advogado de Joaquim Couto revelou a decisão do autarca de renunciar a todos os cargos políticos à RTP.

O autarca, que está detido desde quarta-feira no âmbito da Operação Teia, deixa assim a presidência da câmara de Santo Tirso, embora Nuno Brandão, advogado de Joaquim Couto, citado pela RTP, sublinhe que esta decisão “não é uma admissão de culpa”.

“É uma decisão no sentido de não prejudicar o concelho de Santo Tirso, a sua população, no interesse do bem-comum do concelho”, refere enquanto espera pela decisão das medidas de coação pelo juiz de instrução.

Segundo a hierarquia do executivo municipal, Alberto Costa, atual vice-presidente da câmara, deverá assumir as funções de presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *