“Comemos petinga e carapau mas não passamos fome”

Em antevisão do jogo frente ao Benfica, hoje à noite, Augusto Inácio não escondeu as diferenças entre as duas equipas, mas deixou uma mensagem ambiciosa aos adeptos.

Preparar o jogo como qualquer outros, “só muda o filme”, começou por dizer Augusto Inácio, treinador do Desportivo das Aves, em conferência de imprensa de antevisão do jogo frente ao Benfica.

Por entre elogios a Bruno Lage, ao momento dos “encarnados” e à coragem de lançar toda aquela juventude na Turquia, Inácio deixou bem claro que o Desportivo das Aves vai ser uma equipa ambiciosa e “atrapalhar o jogo do Benfica”.

“Nós também estamos fortes. Nós estamos a comer petinga e carapau, mas não passamos fome, os outros podem estar a comer lagosta e lavagantes, também não passam fome, mas nós também não queremos passar fome. Entre um Ferrari e um Fiat, o Ferrari chega primeiro à meta, a não ser que lhe falte a gasolina e aí podemos aproximar-nos mais, mas cada um tem os seus objetivos”, avisou o técnico avense.

Depois dos dez golos marcados no fim de semana passado, Augusto Inácio aproveitou a ocasião para “dar um abraço às pessoas do Nacional”, rivais diretos nesta luta titânica pela manutenção. “São coisas que acontecem e podem acontecer a qualquer um. Eu sei o que doí e o que custa. Mas cada jogo tem a sua história. Estou à espera de marcar um golo ao Benfica e se não ganhar pelo menos empatar”, rematou. .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.